Rogério Pinto e as famigeradas promessas em campanha eleitoral

veja a entrevista:

https://socialcam.com/v/uedwGmzv?autostart=true

De promessas está a governação desta autarquia cheia, são 16 anos. Rogério Pinto assimilou a única coisa que Isabel Soares sabia fazer. Promete agora desassorear o Rio Arade e refere numa nuvem de mistério que há investimentos para 2014. O Rio Arade nunca foi desassoreado porque o ‪#‎PSD‬ com Isabel Soares, e já em 2011 com Rogério Pinto, é verbo de encher e projecto que nunca foi feito – até porque a obra nunca foi adjudicada. Quanto aos investimentos mistério – frase feita para agarrar as pessoas a uma esperança que ainda têm mas que verá tanto a luz do dia como viu o rio. 16 anos de uma mão cheia de nada para a maioria das freguesias do concelho. O lema da campanha eleitoral de Rogério Pinto deveria ser: prometer sempre. Já que trabalhar no que promete, está quieto. Aliás, lembrem-se bem da campanha de marketing, a que o ‪#‎Governo‬ da mesma cor deu uma ajuda, aquando do tornado. Ajuda zero, única coisa que fizeram foi dizer que a autarquia podia endividar-se. E mencionar ainda que se não fosse a ajuda dos presidentes das juntas de freguesia do concelho, a cidade de Silves não teria sido limpa como foi, ao contrário do que o Sr. Presidente diz: que foi ele.

Como somos apologistas que as pessoas devem ter a maior informação disponível para apreciarem os assuntos com coerência e contextualizados, sobre o processo de desassoreamento do Rio Arade deixamos aqui um memorando da autoria de Francisco Martins.

Memorando da Troika

Deixo aqui o Memorando da Troika traduzido pelo pessoal do Aventar.
É no mínimo vergonhoso que uma coisa desta importância não se encontre na nossa língua… mas dá jeito, assim a malta não sabe o que é que consta do documento, nem dos outros que hão-de vir depois do 6 de Junho!

Para quem não tem problemas com o Inglês, o original encontra-se aqui.

Para ler e decidir em consciência. O importante é que no dia 5 não existam desculpas para a desinformação e escolhas decorrentes da mesma.

Nota: a troika é  mesmo o carro conduzido com três cavalos alinhados lado-a-lado, o Fundo Monetário Internacional, a União Europeia e o Banco Central Europeu! Contudo, ainda vivemos num país soberano e devemos lembrar-nos disso. Nada está definido e com as eleições tudo pode mudar desde que não fiquem os mesmos de sempre à frente dos destinos do País. Mas isso quem decide é a maioria dos cidadãos!