II Festa das Tradições S. B. de Messines

por Abril e Maio na Freguesia de S. B. de Messines

A Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines, em parceria e colaboração com as Associações e Instituições locais, vai levar a efeito mais um programa de comemorações do 25 de Abril e 1º de Maio.

Comemorar os princípios e valores que Abril e Maio nos trouxeram, “Criar desassossego” para acordar mentalidades e promover as mudanças necessárias nas mentalidades e atitudes, são as linhas orientadoras do programa deste ano.

O desporto, a música, a literatura, a poesia, a arte em geral como promotora da mudança, estará presente ao longo do mês de Abril e Maio, trazendo para as ruas de Messines, Amorosa e Passadeiras a festa, o convívio e a reflexão.

Daniel Vieira – Exposição de Pintura na Sociedade

Manuel Madeira, poeta, apresenta livro na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense

23 de Outubro, pelas 17 horas, na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense

apresentação do livro de poesia de Manuel Madeira, “Simbiose Telúrica de Fragmentos do Ser”, o mais recente livro lançado por este poeta messinense.

Biografia do autor:

Manuel Rodrigues Madeira nasceu em S. Bartolomeu de Messines, em 1924, mas tendo ficado órfão de pai, muito cedo foi para Faro, e depois para Olhão, onde viveu até aos 25 anos, altura em que se fixou em Lisboa, onde permaneceu durante mais de 40 anos.

Perseguido pela PIDE (Polícia Internacional e de Defesa do Estado), Manuel Madeira esteve preso e foi torturado várias vezes. A sua actividade política iniciou-se ainda na sua juventude, quando foi um dos elementos primordiais na difusão do MUD Juvenil, no Algarve, especialmente em Messines e Silves. Após o encontro de Bela Mandil, foi preso pela primeira vez, levado para Faro, depois para Caxias e finalmente para o Aljube. Após a prisão, voltou ao Algarve e às actividades políticas, pelo que voltou a ser preso e desta vez foi também demitido do emprego e expulso da função pública.

Conseguiu um novo emprego e não desistiu da sua luta, pelo que foi preso mais duas vezes, sendo muito torturado.

Em 1991, alguns anos após a reforma, Manuel Madeira regressou a Olhão, onde vive actualmente.

No seu trabalho poético, ao longo da sua vida, colaborou com poesia e ensaios em publicações clandestinas de divulgação cultural, no Algarve, nos anos quarenta e posteriormente em jornais e revistas literárias do país. Nessa altura, foi co-fundador do jornal de Olhão “Clamor”. Muitos dos seus trabalhos literários foram cortados pela Censura.

Figura na “Antologia de Poesia Portuguesa do Pós-Guerra, 1945-1965”, da Editora Ulisseia. Foi co-fundador da revista literária “Sol XXI” e nela colaborou com poesia e ensaio. Reuniu em livro parte da sua poesia, de 1949 a 2004, sob o título “No Encalço do Real Inalcançável”, Editorial Minerva, Lisboa 2005. Em 2007 publicou “Um Pouco de Infinito em Toda a Parte”, pela Editora Atelier; em 2008 “Cartas Poéticas entre António Ramos Rosa e Manuel Madeira”, pela Editora Labirinto e em 2009, publicou “À Descoberta das Causas no Sortilégio dos Efeitos”.

Este seu livro mais recente “Simbiose Telúrica de Fragmentos do Ser”, é publicado pela pela POP Sul (Editora 4 Águas) e tem prefácio do médico silvense Varela Pires.

Exposição de Pintura na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense

A Sociedade de Instrução e Recreio inaugura, no dia 9 de Outubro, pelas 21 horas, uma Exposição de Pintura do artista plástico Roger Dade. A Exposição estará patente até ao dia 6 de Novembro, todos os dias, excepto à segunda-feira.

“Spanish Works” é o título deste trabalho,  que reúne um conjunto de obras inspiradas na cultura espanhola e expressas através de técnicas mistas com o apoio da informática.

Deixo aqui o repto lançado pelo presidente da Sociedade, Manuel Neto dos Santos e que a Paula Bravo me enviou:

“Compareça e divulgue esta iniciativa”



Actividades na vila

Quando o corpo manda parar, lá tem que ser e vai daí finalmente “dois dedos” de escrita.

Deixo duas aliciantes actividades que vão ter lugar dia 24 do corrente mês:

– danças orientais, grupo “Akhawat al Raks”, na sociedade de instrução e recreio Messinense pelas 21h;

– um passeio à noite para conhecer as plantas da região, ponto de encontro no Centro de Interpretação da Natureza do Pico Alto às 21h15m. Actividade para um número máximo de 20 participantes, sendo que as inscrições acabaram ontem (fica apenas a publicidade ao evento).

Infelizmente tenho que ficar em casa à espera que o “bicho” passe!  Como disse Hipócrates “a cura está ligada ao tempo e às vezes também às circunstâncias!”.

Actividades na Vila

A Direcção da Sociedade de Instrução e Recreio Messinense organiza, no dia 16 de Abril, às 21h30, a apresentação pública da Revista “Nova Águia”, Revista de Cultura para o Século XXI (manifesto).
A apresentação contará com a presença de Renato Epifânio, um dos directores da Revista e irá decorrer na sede da Sociedade de Instrução e Recreio Messinense, em S. Bartolomeu de Messines.